ARTE NA PRAÇA vai sacudir Sobradinho

Artise - Fotos
Artise - ARTE NA PRAÇA vai sacudir Sobradinho
Os cantores, músicos e artistas que vão participar do projeto gravam vídeo para divulgação do Projeto, na Praça Teodoro Freire (Foto: Clives Sampaio)

A gravação de um vídeo, na Praça das Artes Teodoro Freire, na Quadra 8, com a participação de dezenas de músicos, cantores e artistas, disparou as ações do maior projeto artístico-musical que Sobradinho vai conhecer a partir do sábado, 26 de agosto.

Trata-se do Arte na Praça, projeto que, entre outras atrações, apresentará shows musicais, palestras e oficinas de arte, inteiramente gratuitos, durante todo o dia.

O Arte na Praça será realizado todos os sábados e cada evento constará de uma feira de artesanato; quatro palestras; quatro oficinas; uma apresentação artístico-musical, com artistas do naipe de Luca Rodriguis, Amélia Pinheiro, Rose Maria, João Dutra, Célia Rabelo…; feira de artesanato; feira de produtos orgânicos e praça de alimentação; totalizando mais de 250 atividades em oito meses.

O Projeto será desenvolvido pela Artise (Associação dos Artistas de Sobradinho e Entorno), a partir de verba já disponibilizada por emenda do deputado distrital Ricardo Vale, já publicada no Diário Oficial do DF e disponibilizada para a Artise custear 50% de todas as atividades, este ano.

O deputado Ricardo Vale considera o Projeto um instrumento de integração comunitária e de fortalecimento da cultura regional. Ele se confessa feliz ao cumprir o compromisso que fez com os artistas de fortalecer a cultura de Sobradinho, além de beneficiar, comerciantes estudantes e a comunidade.

“O Projeta Arte na Praça vai sacudir positivamente a Cidade”, comemora  Ricardo Vale.

Luta – O maestro Alex Paz, ex-presidente da Artise e atual conselheiro regional de cultura, ressalta que a comunidade artística de Sobradinho, por ocasião das conferências regionais, defendeu com empenho, a sua arte e a sua cultura.

Os grupos, segundo ele, apresentaram propostas de preservação e defesa do patrimônio imaterial produzido na Cidade, incluindo a edificação da Casa de Cultura, e a ocupação da Casa do Ribeirão pelos agentes culturais e ambientais para lá realizar atividades de defesa das respectivas áreas.

O maestro afirma que a sociedade local e seus artistas transformaram  Sobradinho na Cidade-Arte do DF, título que vinha ficando distante devido à dificuldade de se conseguir verba para as atividades culturais.

Alex Paz, no entanto, ressalta que a população agora volta a ter acesso à produção artística e cultural de Sobradinho, após o abnegado esforço do deputado Ricardo Vale, que travou uma luta sem descanso até ver a verba para a realização do Projeto Arte na Praça liberada.

“O Arte na Praça torna a arte local acessível a um público que quer engrandecê-la, defendê-la e multiplicá-la, de forma que a produção dos artistas locais possa se firmar como motor de transformação social, aliada à educação e à cultura”, afirma o maestro.

Alex Paz - ARTE NA PRAÇA vai sacudir Sobradinho
Alex Paz: População volta a ter acesso à produção artística e cultural de Sobradinho (Foto: Clives Sampaio)

Autoestima  – O presidente da Artise, o músico e compositor Angelo Macarius, por sua vez, acredita que, ao aproximar os artistas da juventude, através da música e das diversas oficinas de arte, a entidade direciona a poderosa energia dos jovens – que, muitas vezes, é gasta em pichações, drogas e outras futilidades – para atitudes positivas que poderão construir uma nova realidade social.

Macarius destaca que o Projeto resgata os artistas, suas obras e, consequentemente, a sua autoestima, “que anda muito em baixa, devido à crise econômica e política que nos assola”.

O presidente da Artise observa que o Arte na Praça quer ir ao encontro dos adolescentes e estudantes da Cidade, justamente para sensibilizá-los na sua fase de afirmação social e busca profissional.

Da mesma forma, a participação dos professores, dos artistas e da comunidade, segundo Macarius, vai ampliar a cidadania e fortalecer os alicerces da história e da cultura de Sobradinho.

É para isto – segundo o presidente – que a Artise propõe a realização do Projeto Arte na Praça, oferecendo oficinas de música, artes plásticas, artes cênicas, artesanato, cinema, fotografia, criação de roteiro, construção de instrumentos musicais, DJ, dança, além de shows musicais.

Maiores informações do Porjeto Arte na Praça:

https://artise8.wixsite.com/artenapraca

https://artise.com.br/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *