Elza Soares entra nos dez melhores álbuns de 2016 do “New York Times”

Artise - Fotos

Elza Soares está na lista dos melhores álbuns de 2016, aparece entre os dez primeiros colocados da seleção do Jon Pareles, crítico de música popular e chefe da seção de artes do New York Times. Com “A mulher do fim do mundo”, a cantora alcançou a décima posição no raking, que conta com nomes consagrados da música internacional como Beyoncé, David Bowie, Leonard Cohen, Radiohead e Savages.

Iniciou sua carreira musical quando ela ainda se apresentava em show de calouros, apresentado por Ary Barroso.

Elza tornou-se popular com as canções Se Acaso Você Chegasse, Mas Que Nada, A Carne, entre outros sambas de sucesso. Recebeu indicações ao GRAMMY Awards e foi eleita pela BBC de Londres “a cantora do milênio”. Em 2007, a cantora foi convidada para cantar o Hino Nacional Brasileiro a cappella na Cerimônia de Abertura dos Jogos Panamericanos Rio 2007. Já no ano de 2016 se apresentou na Cerimônia de Abertura dos Jogos Olímpicos Rio 2016, onde cantou “O Canto de Ossanha” um clássico de Baden Powell e Vinicius de Moraes. Seu último álbum chama-se “A mulher do Fim do Mundo”, um disco de Samba Eletrônico lançado em 2015, aclamado pela crítica como um dos melhores discos dos últimos anos da MPB e que lhe rendeu o prêmio de  Melhor Álbum na categoria Pop/rock/reggae/hip-hop/funk. Além disso, o disco ainda lhe rende outros frutos, como a indicação de Melhor Álbum de Música Popular Brasileira e, também, o Prêmio de Melhor música em Língua Portuguesa no 17º Latin Grammy Awards.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *